05/07/05 - 18h:46mDenunciar

Satanismo P.2

Dæeee galera to continuando o que prometi tipo tenho tudo sobre o satanismo e vou bota pras pessoais que pensam que tipo satanismo a meu deus sai diabo tipo nao tem nada a ver como isso tipo quem ler os textos e sabe que o satanismo nunca foi e nunca vai ser isso tipo mais vcs tem que fazer uma grande diferencia entre os satanista que praticam a religiao e os que dizem que e mais tipo pra eles satanismo e o que picha muros com os simbolos satanista, mata animais e raramente criancas em ritais et etc... tipo eu to indo tipo vou deixa todos em paz pra ler o texto flwww galera brigadao a todos flwww.







Outros significados:



1. Às vezes, o termo "Satanismo" é usado como artigos ou em sermões de ódio religioso.



2. Satanismo pode ser usado ao se referir a um seguidor de uma religião minoritária pequena como Wicca, Vodu, etc.



3. Às vezes se referirá ao seguidor de uma religião mundial principalmente como Budismo, Hinduísmo, etc.



4. Ocasionalmente um assassino com assassinatos em série reivindicará ter estado debaixo da influência de Satanás quando cometeu os crimes. Porém, investigações geralmente revelam que tais pessoas na verdade sabiam pouco ou nada sobre Satanismo, mas simplesmente estava se defendendo atrás do jargão: "Satanás me fez fazer isto ou aquilo". Alguns pedófilos que abusam sexualmente de crianças também alegam estar envolvidos com satanismo quando na verdade não estão.







Mui freqüentemente, um escritor ou leigo misturará todos os quatro tipos de Satanismo em um único artigo, sem fazer diferença entre eles.







Satanismo e a Polícia

Uma série de pânicos satânicos varreu a América do Norte nos anos oitenta. Os satanistas foram acusados de seqüestrar, matar e até mesmo comer crianças. Era comum denúncia de assassinatos em rituais satânicos que chegavam a estimativa de 50 mil por ano. Muitos foram convencidos inicialmente que existia um culto satânico em escala mundial que era o responsável por esses crimes horrendos em massa. Alguns oficiais de polícia ficaram alarmados. Eles dispensaram um esforço enorme em desvendar esses crimes acreditando que eram feitos por satanistas, entretanto todo esse esforço foi mal sucedido por que os crimes nunca aconteceram. Logo apareceram os ditos “peritos” em abuso de ritual satânico, e começaram a dar seminários a assistentes sociais e outros.



Nos anos de 1980, Kenneth V. Lanning da Unidade de ciência do comportamento do FBI em Quantico, começou a investigar os relatórios de Abuso de Ritual Satânico e ficou convencido que eles nunca existiram (ou quase assim), em grande parte por causa da falta de evidências de que quaisquer destes crimes tenha ocorrido de fato. Um segundo indicador era que uma conspiração desta magnitude não poderia permanecer em segredo por muito tempo. Ele documentou suas conclusões em um relatório no Guia de investigação de 1992 tendo como título “Para Alegações de 'Ritual' de Abuso de Crianças”.



Em meados dos anos noventa, a maioria das autoridades tinham ficado muito céticos quanto à existência destes crimes envolvendo rituais macabros com crianças.







Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.