07/10/06 - 21h:19mDenunciar

Vamos Ajudar!!!MENINA SEQUESTRADA:MARIA LUIZA

GENTE! ESTA GATINHA FOI SEQUESTRADA NO DIA DAS ELEIÇÕES....QUEM TIVER NOTICIA ENTRE EM CONTATO! ELA SE CHAMA MARIA LUIZA...AJUDEM!!!!

http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=890146537245118822



MENINA SEQUESTRADA:



MARIA LUIZA



A dona-de-casa Aline Maria Pereira Nogueira procurou a imprensa, na manhã de hoje, para pedir aos seqüestradores que entreguem sua filha, Maria Luisa, de apenas dois anos, que foi levada na tarde de ontem, após tentativa de assalto frustrada.



Aline, em depoimento emocionado, disse que Maria Luísa vinha apresentando quadro alérgico e que está tomando medicamento com horário controlado. A menor, que foi feita de escudo humano por um dos assaltantes, está desaparecida há aproximadamente 19 horas.



As pessoas que possuírem informações sobre o paradeiro da menor podem entrar em contato com a família pelos telefones 9381-5060 e 9321-4318.





O seqüestro



Uma tentativa de assalto terminou em seqüestro no bairro do Eustáquio Gomes. O caso aconteceu, por volta das 16h30 de ontem, quando Aline Maria Pereira Nogueira, seu esposo e sua filha de dois anos, Maria Luisa Pereira Nogueira, foram abordados por assaltantes que tentaram roubar dinheiro e o carro da família.



Aline conta que aguardava seu esposo na porta de uma panificação quando um homem armado anunciou o assalto. Ele pediu que ela entregasse todos os pertences e o carro, mas não sabia, que na panificação, estava seu esposo, um policial civil, armado. “Foi exatamente quando percebeu a movimentação, que meu marido saiu atirando e começou a troca de tiros, que deixou todo mundo ao redor assustado”, conta.



“Quando ele percebeu que não poderia levar o carro, arrancou minha filha dos meus braços, entrou em um Honda FIT de cor preta e fugiu acompanhado de outros assaltantes, que vinham em um Honda FIT, de cor Prata. Ainda pedi para que ele me levasse no lugar dela, mas ele justificou que pegou a menina só para dar uma lição no meu marido”, acrescenta.



Mesmo assustado, o policial continuou trocando tiros com os bandidos, até o município de Flexeiras, quando atingido com um tiro e com o pé fraturado, ele não pôde mais seguir com a perseguição.



A grande preocupação da mãe é que a criança não tem nenhuma identificação e que pelo fato de ser pequena, não poderia dar qualquer pista do lugar onde mora. “Minha filha não tem nenhum identificação, não sabe falar direito, nem tampouco falar nada sobre sua família, por isso, não tem como ser identificada”, disse.

Comentários (2)

tady
1. tady 7/10/06 22:34

Na caminhada pela paz que a comunidade do Inocop irá fazer nos próximos dias, Malu será homenageada. Esperamos que neste ato ela já esteja no convívio de seus familiares. Todos estão preocupados com suas crises de asma, o que complica mais ainda a situação desta criança em seqüestro. Mas seja forte Malu! A vida está ao seu lado. E quanto a mim e a todos que viram aqui o seu retrato neste mural, estamos tristes, cabisbaixos, perplexos e meio pessimistas. E foi desse jeito que saí pela agitada Rua

tady
2. tady 7/10/06 22:35

Rua do Sol a pensar na sua situação.
http://www.alagoas24hora
s.com.br/conteudo/index.asp?vEditor
ia=&vCod=18876
http://www.alagoas24
horas.com.br/conteudo/?vCod=18862

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.