27/03/17 23:16Denunciar

RASTRO - Flávio Villa-Lobos


R A S T R O

Por que meu corpo te procura
dentro da noite cínica
- magro alimento que jamais
saciará tua fome absoluta?

Por que meu olhar vermelho te busca
em meio ao negrume da esquina
- raio laser disforme que jamais
iluminará tua paixão obscura?

Por que meu andar pequeno te espreita
ao longo dessa trilha íngreme
- caminho real que jamais
acolherá meu horizonte impuro?

Por que tua magna presença ofusca
minha pálida existência
- navio à deriva que jamais
alcançará teu porto seguro?

Por que nunca deixarei de ser
tua sombra, teu odor,
tua segunda pele?

Po que teu aroma simplesmente
passou por mim
e eu me deixei levar por ele?

FLÁVIO VILLA-LOBOS
( Do livro Enigma Veloz )

Direitos Autorais protegidos
pela Lei 9.610 de 19/02/98.



Dono de palavras curtas e simples, Flavio Villa-Lobos
opta pela leveza dos versos, sem perder, contudo, sua
orientação para a originalidade e qualidade dos textos.

Inspirado na obra de Drummond e Cecilia Meireles,
o Poeta acredita que nos tempos modernos a poesia
deva ser clara e objetiva, em função do vertiginoso ritmo
dos dias atuais.

De todos seus sonhos, Flávio Villa-Lobos, que se define
um aprendiz de poeta, destaca o de ter, um dia, a possibilidade
e a capacidade de escrever um poema que fosse lembrado por
todos, a exemplo de "Soneto de Fidelidade" de Vinius de Moraes
e "Elegia" de Carlos Drummond de Andrade.

Tenho seus quatro livros:
"Jade" - edição 1999"
"Enigma Veloz" - edição 2000
"Visões Adolescentes" - edição 2001
"Sinal de Menos" - edição 2002



Veja mais sobre Flávio Villa-Lobos:

JORNAL DE POESIA

RECANTO DAS LETRAS

verluci não permite ver os comentários desta foto.

Apenas quem tem uma conta no Flogão pode comentar.

Crie sua conta gratuita no Flogão!